Arquivo para lovemarks

Amar é…

Posted in Outros with tags , , on 04/08/2010 by thaiscordeiro

Amar é ter com sua marca favorita uma relação duradoura. É ser leal a ela. É defendê-la com unhas e dentes. É ser apaixonado.

Isso é uma lovemark, aquela que tem com você uma relação que vai além da razão, muito além do simples custo benefício. Ela ultrapassa a barreira do respeito, da própria admiração. Constrói com você uma relação de amor, como todos os melhores relacionamentos deveriam ser.

O gráfico acima nos permite analisar a força de uma marca através de duas dimensões, amor e respeito.  Commodities são bens facilmente intercambiáveis, sem nenhum apelo extra além da questão do preço; os modismos provocam um apaixonamento instantâneo, mas muito pouco resistente ao tempo; as marcas tradicionais possuem uma forte credibilidade na mente dos consumidores, mas esta se funda em valores racionais, não em paixões. Já as lovemarks se caracterizam por provocar uma lealdade apaixonada, que vai além do preço, da moda corrente e dos atributos racionais do produto.

Para conquistar esta posição uma marca deve apostar no mistério. Mas o que isso quer dizer? Como comentado anteriormente aqui no Caleidoscópio, pesquisas mostram que as pessoas tendem a não gostar de publicidade. OK, então como chegar no consumidor, como conquistar seu coraçãozinho? Fazendo da comunicação com o público algo interessante, intrigante, misterioso. Nada de propagandas que sempre fazem mais do mesmo. É preciso ir além do esperado, falar o que o consumidor nem sabia que queria ouvir, mas se apaixonou quando ouviu.  Um bom exemplo é o texto da propaganda da Harley-Davidson, marca adorada por uma legião de fãs:

Uma boa lovermark também costuma jogar com os 5 sentidos. Afinal, apostar no audiovisual como única forma de se comunicar não é mais suficiente. Estudos mostram que comunicações não verbais têm, inclusive, mais relevância nas relações interpessoais que as verbais. Estamos agora falando em multissensorialidade. Explorar os cinco sentidos e surpreender o consumidor com aromas, texturas, sabores… Um delicioso desafio para a nova geração de publicitários.

O poder das lovemarks é tão grande que ultrapassa a simples presença na mente das pessoas: algumas chegam a tatuá-las em seus corpos. É o caso da Apple e da já citada Harley-Davidson.

Pra quem quiser se aprofundar mais no assunto, vale conferir o livro “Lovemarks: o futuro além das marcas”, de Kevin Roberts, CEO da Saatchi & Saatchi.

E então, qual é a sua lovemark?

referências:

http://www.saatchikevin.com/Love_Changes_Everything/

http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/v11%20n2%20artigo7.pdf

http://www.lovemarks.com

Anúncios